Evolução

O projeto BIOPHARMAC foi cofinanciado pelo Programa Europeu de Cooperação Transnacional MAC 2007-2013, cofinanciado com fundos FEDER, formado pelos seguintes parceiros: Fundación Canaria del Instituto Canario de Investigación del Cáncer (FICIC, Tenerife - España), Universidade da Madeira (Portugal ), Universidade dos Açores (Portugal), Universidade de La Laguna (Tenerife - España), e Cabildo Insular de Tenerife como Chefe de Fila do projeto.

O objetivo geral do projeto BIOPHARMAC (projeto que dá continuidade ao projeto BIOPOLIS Interreg IIIB), é o de fortalecer o tecido industrial biotecnológico e farmacêutico baseado no conhecimento e biodiversidade macaronésica.

Para tal, uma das principais tarefas do projeto foi o desenvolvimento de redes transregionais e transnacionais de cooperação no campo da Biotecnologia e Farmacologia.

A sua finalidade é promover e facilitar a transferência tecnológica e científica das Universidades e outros centros de I+D+I para as empresas, reforçando o sistema de investigação, desenvolvimento de tecnologia e inovação nas regiões participantes a nível regional e internacional e, assim, contribuir para melhorar a situação competitiva deste sector.

Os objetivos do projeto BIOPHARMAC durante os anos de 2009 e 2012 foram a promoção da I+D de excelência no setor da biotecnologia e farmacêutica da Macaronésia, transferir o conhecimento e tecnologia nas áreas da Biotecnologia e Farmácia para o tecido empresarial e potenciar a criação de novas Empresas de Base Tecnológica no setor da Biotecnologia e Farmácia.

A fim de perpetuar esses fins e para garantir a sustentabilidade dos resultados alcançados, foi estabelecido em 2011, a Rede Institucional de Cooperação Transnacional entre Universidades, Centros de I+D, Investidores e Indústrias biotecnológicas e farmacêuticas da Macaronésia.

Biopharmac

Biotransfer

O BIOTRANSFER é um projeto para a transferência de investigação biotecnológica, orientada para a rentabilidade empresarial, e mobilização de fluxos de negócios, cofinanciados pelo Programa de Cooperação Transnacional da Madeira, Açores e Canárias (2007-2013). Neste projeto, participa o Cabildo Insular de Tenerife, como Chefe de Fila, assim como a Universidad de La Laguna, a Universidade da Madeira, a Universidade dos Açores, a Fundação Gaspar Frutuoso e a Universidade de Cabo Verde. Estas entidades colaboram para gerar uma investigação biotecnológica inteligente, sustentável e integradora, que permita autofinanciar as necessidades da comunidade de investigadores mediante a comercialização de sua I+D+i e da criação de novos produtos e serviços que gerem crescimento, emprego e competitividade.

Os objetivos principais do BIOTRANSFER foram os seguintes:

  • Estabelecer as bases para converter as oportunidades de I+D+i oferecidas pela Macaronésia, no campo da Biotecnologia, em fluxos de negócio.
  • Promover a transferência de tecnologia e impulsionar a atividade económica associada aos resultados da I+D em biotecnologia
  • Implementar um modelo de investigação biotecnológica rentável, no qual a atividade de I+D dos parceiros participantes esteja alinhada com as necessidades das empresas, ou seja a força motriz para a criação destas.

Biotransfer deu à luz a Bioincubadora, plataforma online no qual o trabalho continua, e aprimorará a assessoria aos empresários biotecnológicos, graças aos técnicos especializados dos Parques Científico-Tecnológicos. A "bioincubadora" está projetada para ser empregue por qualquer empreendedor, sem a necessidade de ser um investigador, pelo que além disso, a gestão desta atividade permite promover a instalação de empresas em ambos os Parques Tecnológicos. É uma ferramenta para facilitar a assessoria online a empreendedores biotecnológicos e potenciar estabelecimento de empresas nos parques tecnológicos mencionados.

Início        O Projeto        Sócios        Evolução        Notícias        Eventos